O RND bate um papo com o vencedor do Duelo Nacional de MCs 2019: MCharles

A uma semana, no sábado (14) e domingo (15) aconteceu a oitava edição do Duelo Nacional de MCs 2019 organizado pela FDR – Família de Rua. Com 16 MCs disputando o grandioso título que premia o melhor improvisador do Brasil, o nordeste fez história. Reunindo 6 MCs que representam o nordeste pela primeira vez na história da competição, um deles levou o tão cobiçado troféu do Nacional 2019.

Clique aqui e confira a nossa matéria sobre o nordeste no Duelo Nacional de MCs 2019.

Da Batalha do Cangaço à dono do Nacional 2019

Até a grandiosa final, o MCharles enfrentou Skinny, de Alagoas, no sábado (14), na última batalha da noite da primeira fase. Com votos do público e dos jurados, o cearense venceu o alagoano no terceiro round. No domingo (15), pela segunda fase das quartas de finais do Nacional, MCharles enfrentou Neo, do Rio de Janeiro. Em uma batalha de tirar o fôlego e muita qualidade, MCharles venceu o carioca no terceiro round e passou para semifinal.

MCharles(CE) enfrenta Skinny(AL) pela primeira fase do Duelo Nacional de MCs 2019.
(Foto: Pablo Bernardo)

Já na semifinal do Duelo Nacional de MCs, MCharles enfrentou Hate, do Distrito Federal. Numa batalha de muita qualidade entre ambos os lados mas sem muita demora, o cearense passou para a grande final no primeiro round. Vivendo um de seus maiores sonhos no dia 15 de dezembro de 2019, diretamente de Juazeiro do Norte no Ceará, MCharles se consagrou o primeiro cereanse campeão do Duelo Nacional de MCs, em Belo Horizonte (MG). Em uma batalha com qualidade, quente e disputada até o último segundo, MCharles teve como adversário o MC Noventa, do Espírito Santo, na grande final. Com o público pedindo o terceiro ”round”, os MCs foram para mais um duelo disputado. Gerando ”dúvidas” pelo voto do público que estava acirrada, por decisão unânime dos jurados, MCharles foi eleito o grande campeão do Duelo Nacional de MCs 2019.

Confira o vídeo da grande final do Duelo Nacional de MCs 2019 entre
MCharles(CE) e Noventa(ES) disponibilizado pela FDR – Família de Rua.

Batemos um papo na íntegra com o grande vencedor do título mais cobiçado pelos MCs de batalha. Falando sobre sua trajetória nas batalhas, referências, aprendizados e conquistas. Confira.

Entrevista

RND: Salve, MCharles, primeiramente parabéns pela conquista que sem
dúvidas, ”Campeão Nacional” é o título que todo MC de batalha cobiça
por todo o ano, sem contar que é de extrema importância também para seu estado, sua região. Então vamos lá, começar pelo começo. Da onde vem MCharles?

Obrigado. Sou de Juazeiro do Norte, interior do Ceará.

MCharles

RND: Quais são suas influências no Rap?

Quando conheci o rap foi através dos meus amigos, que escutavam Racionais, Criolo, Sabotage e diversos outros artistas ao longo da caminhada, como Rapadura, Rashid e Projota. Não conhecia muito desse estilo, mas fui criando curiosidade em me envolver mais e mais.

MCharles

RND: Quando você começou a batalhar, quais foram suas influências no início?

Alves, Crizin, Douglas Din e Koel.

MCharles

RND: Você participou em 2018 da disputa em Belo Horizonte(MG). O que você tirou de ensinamento em sua primeira passagem no duelo?

Que eu deveria me sentir mais tranquilo, me sentir mais em casa do que antes, pois na minha primeira vez tive uma grande batalha logo na primeira fase, com o dono da casa, na qual, queira ou não queira seria muito difícil, mas se for contar minha performance e como me sair, não mudaria nada. Então só voltei com a intenção de ganhar e concluir em 2019 o que não concluí em 2018.

MCharles

RND: Como você se preparou para esse Nacional 2019?

Vendo vídeos de batalha, rimando em casa com temas aleatórios, vendo notícias e também aprimorando meu psicológico.

MCharles

RND: Qual foi sua sensação de voltar a subir no palco do Nacional mais um ano?

Orgulho! Mesmo com a hipótese de perder, não deveria desanimar, pois não é todo mundo que tem chance de ir pelo menos uma vez ao Nacional, imagina duas.

MCharles

RND: Em 16 de dezembro de 2018, você postou em sua conta nas redes sociais, uma foto ao lado do Cesar MC e você dizia; ”Prometo a vocês que farei o triplo e trarei se Deus quiser em 2019 esse nacional para meu Ceará.” Bom, você agora é campeão do nacional 2019, o que tá passando na sua mente agora?

Que tudo isso ainda não é real, parece que ainda vou cair na realidade. Estou em choque, mas ao mesmo tempo sentindo algo inexplicável, algo o qual acho que só quem passa entenderia.

MCharles

RND: Após o título conquistado, quais os seus próximos objetivos e qual legado você quer deixar para sua cidade, estado e o nordeste em geral?

Que não desistam dos seus sonhos e objetivos. Não importa a localidade e nem o que falam, o quanto recebem críticas de amigos, familiares… Só lutem pelo sonho de vocês, pois quando vamos em frente com Deus no coração, conseguimos. O que eu fiz ainda se Deus quiser é o começo de toda uma nova caminhada que irei em busca. Então vocês também são capazes de fazer muito mais, eu sempre acreditarei em vocês.

Pretendo ainda continuar nas batalhas e iniciar na carreira musical.

MCharles

RND: Tonhão e você fazem parte do mesmo coletivo no Ceará, o Flowtal. Nesse ano pela primeira vez o Ceará teve dois representantes na fase final do Nacional. Qual sua visão sobre o crescimento das batalhas de MCs no Ceará?

Que após tudo que estávamos vivendo e o que estava acontecendo, agora cresça mais e mais, e todos mantenham o foco e não veja agora esse movimento como um ponto de diversão e lazer, e sim como um local de trabalho, pois aprendemos desde cedo que Hip Hop é compromisso, então se você quer virar o jogo não conseguiremos só com promessas.

MCharles

RND: Pela primeira vez na história, o Duelo Nacional de MCs reuniu esse ano 6 MCs representantes do nordeste. Qual a importância disso para você?

Não só pra mim, mas para todos isso é gratificante. Porque mostra a força e o espaço que estamos conquistando depois de tanto tempo.

MCharles

RND: Com grandes nomes de importância no rap nacional presente, como Djonga, Hot, Oreia, Max B.O como jurado, o bi-campeão do nacional como mestre de cerimônia, Douglas Din e inclusive seu conterrâneo Rapadura Xique-Chico, qual foi a sensação de ter eles presentes num momento tão especial da sua vida?

Poxa, me senti muito grato e emocionado, pois um dia você está assistindo sua referência, e no outro você está sendo assistido e citado por ela. É algo que não tem explicação.

MCharles

RND: Então é isso, agradecemos pela atenção e por ter se disponibilizado a fazer essa entrevista para o nosso portal. Pode ficar à vontade para deixar salve, algum recado, o que você quiser.

Bom, todo Ceará, Norte e Nordeste, assim como todo Brasil, obrigado por todas as orações, todos os conselhos e todas as críticas. Por terem acreditado em mim e especialmente, por nunca ter perdido a fé nesta conquista. Todos vocês me deram força pra lutar e continuar. Amo vocês. <3

MCharles

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.