Confira ”Lula type beat” novo single do VNS Vinyll.

Você consegue imaginar o Lula rimando em um beat de trap? Eu diria que não, mas VNS Vinyll, como é conhecido nas batalhas de São Paulo, acaba de lançar seu novo single intitulado ‘’Lula Type Beat’’, uma mistura com diversas referências, que traz um conceito bem inusitado.

Com beat produzido por Cínico, rapper e beatmaker integrante do grupo Canella Fina, VNS compôs um trap original, com flow cativante e um refrão além de tudo engraçado, que mesmo fazendo menção ao ex-presidente Lula, o som não manifesta nenhum tipo de posicionamento político.

Arte: Laura Romero

Bom, e para tentar entender melhor essa proposta, a gente bateu um papo rápido com ele e perguntamos sobre o conceito da música e o futuro do seu EP “Atlanta”, que tem lançamento previsto para março de 2020.

Qual a ideia por trás desse som? E por quê do nome ser Lula type beat?

O conceito original do som, veio da ideia de imaginar a figura do Lula, no cenário polêmico do trap atual. Pensa se o cara sai da prisão direto para um estúdio, pra lançar umas rimas, o cara tem aquele perfil de anti-herói, né!? Adorado por uns, odiados por outros, tem muita historia pra contar, o que seria desse cara num Rap? Foi isso que eu quis passar.

Os catálogos de beats, o youtube, estão todos repletos de “Beat type sei la o que”, geral quer soar como outros rappers, pegar inspiração. Eu quero trazer algo novo, algo diferente. Dei um salve no Cínico, ele produziu todas as faixas do meu CD, porque estou atrás de uma estética totalmente original. Eu só falei pra ele “cara, quero o beat que o Lula rimaria nele”. O resto tá na música.

Apesar do nome ter em destaque o ex-presidente lula, por que você não quis expor algo político?

Tenho outras músicas com posicionamento político claro, mas nessa eu quis uma proposta diferente. Queria levar as pessoas a imaginarem uma situação, quando você leva em conta que o ex-presidente é um cara tão odiado por uns e amado por outros, o cara que já fez tanta coisa e tem tanta historia, dá pra colocar ele na pele de um anti-herói, imaginar ele sendo perseguido pelo sistema enquanto faz o corre dele, bem como um trapper mesmo.

O que podemos esperar do seu álbum?

Estou lançando uma sequência de singles, muita ideia quente pra mostrar, e em março do ano que vem dropo meu EP “Atlanta”. É um trabalho conceitual, e eu vou soltar mais detalhes com o tempo.

Ouça ”Lula Type Beat”:

Spotify • Deezer • Youtube • SoundCloud

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.