Nem bronze, nem ouro: Febem explica detalhes do EP Prata

Na 20ª edição do quadro Dissecação, do RAP TV, o rapper Febem volta ao canal para detalhar seu novo EP Prata. Com um discurso de imposição, o MC da zona norte de São Paulo explica que a ideia do disco é mostrar que está adaptado a sua realidade: sem degustar o ouro, mas longe do bronze. “Prata é a condição que eu vivo. Não é ouro, mas eu tô confortável com isso, porque tem muita gente que se mata para ter o topo.

O integrante da Ceia Ent. conta que a ideia de se impor e mostrar suas skills nas rimas é uma maneira de driblar a baixa autoestima, lembrando de seu corre no passado para chegar no lugar atual.

Entre as sete faixas do EP, a única participação é de sua filha – o feat mais especial que poderia ter. “Ela tem mais conteúdo que muito MC, mesmo não sabendo falar“, brinca. Além da voz no final da faixa “Mundo“, a presença dela está na letra do som, na qual Febem conta como seu nascimento trouxe lições de vida.

Você compra um brinquedo de R$ 100 no shopping e ela prefere uma garrafa pet. Eu aprendi muito com ela, em uma época que todo mundo passa a semana numa fila pra comprar um tênis. Eu também sou escravo disso, mas minha filha me ajudou a ver esse outro lado.”

Entre as outras músicas, o rapper da Vila Maria aborda, na forma de um renascimento, a sua saída do Damassaclan, como acontece em “Rosas“. Além disso, ele também realiza um sonho na faixa “Ímpar“: cantar em uma base de funk.

Ainda durante a entrevista que dura cerca de 19 minutos, ele explica possui dois medalhões que cercam o EP. “Tem minha filha no começo e um irmão fazendo uma prece de proteção para mim no final (na faixa “Jorge“), porque o miolo do disco é bem denso, que desperta ódio nos outros”, conta.

Assista a entrevista completa no RAP TV:

Comentários
Carregando...