Exclusivo: 0800 Crew lança a mixtape ‘Nome Sujo’, o disco mais “cobrado” do ano

Parece que ainda não é hora de fechar as listas sobre os destaques do rap nacional em 2016: Aos 45 do segundo tempo, a 0800 Crew chega com uma escalação de craques nas participações na mixtape “Nome Sujo“, marcando 25 golaços e comemorando da forma mais debochada possível.

O trabalho é criativo começando pela excepcional arte da capa, que ao fazer alusão ao “Nome Sujo“, traz diversos personagens e personalidades da cultura pop na posição de cobradores em um Call Center — o material foi desenvolvido por Bruno Bface, (também Mc e grande aliado da 0800).

O estilo folgado/irreverente e criativo visto antes não mudou, o que se pode notar é a enorme diversidade de vertentes e subgêneros explorados pelo grupo, que dessa vez usou praticamente todo e qualquer tipo de instrumental possível, indo do mais under “que lembra quinto andar” (como o público costuma comparar) até o mais pop/pista possível.

A 0800 Crew

Já na intro pode-se notar que o grupo não tem medo de brincar com absolutamente nada, uma vez que as colagens utilizadas na mesma ironizam o próprio disco, o cenário do Rap, o bordão de um rapper que polemizou em 2016 e até compara a 0800 a uma boyband (eles fazem isso sempre) — mas, é importante registrar que isso não acontece de forma carrancuda, muito pelo contrário, é bem fácil dar risadas e sentir bom humor ouvindo.

Apesar de trazer temas sérios em algumas tracks, a crew nunca deixa de buscar o primor em sua estrutura de escrita, que abusa de multissilábicas/trocadilhos/metáforas SEM DÓ. A riqueza em referências é cada vez maior e mais impressionante, seja em sons românticos, em um som descendo a lenha na política do país, em sons “braggadócicos” ou até mesmo num funk brilhante em parceria com o Lester, que parece ser um grande amigo dos mcs curitibanos.

E já que falamos em participações, é difícil citar apenas uma, o time tem muita qualidade e chama atenção não só por nomes mais renomados como Napalm, Aori e De Leve, mas também pela grande presença de mcs do norte/nordeste do país: Victor Xamã, Oddish, Koren (Shadowclan) e Baco Exu do Blues (que junto com o fenomenal DaLua, distribuem bordoadas pra tudo que é lado na excelente faixa “Soco Inglês”). Bom, seria injusto esquecer alguém, então, confira abaixo a mixtape.

Com certeza absoluta esse disco vale o play e merece ser ouvido com atenção, a riqueza de detalhes e o capricho na construção das letras é admirável. 0800 Crew trouxe mais um banquete com muito potencial, e se o público gosta mesmo de rimas bem feitas (e produzidas 100% em casa, com as próprias mãos), tudo indica que a próxima parada deles é o topo.

[su_spoiler title=”MÚSICAS” open=”yes” style=”simple” icon=”plus-circle”]

  1. Sem cuspe (intro) [prod. Rodrigo Zin]
  2. Tudo nosso [prod. Dj Bandeira]
  3. Nome sujo [prod. Bface]
  4. Sem pilantragem [prod. Dario]
  5. Só um rolê part. Josbi [prod. Kuririn]
  6. Mal do Século [prod Kuririn]
  7. Ba Dum Ts part. Atentado Napalm [prod. Bface]
  8. FORA [prod. Kuririn]
  9. O clã da sarrada voadora part. Lester [prod. Kuririn]
  10. Perfeita demais part. Isa Assumpção [prod. Kuririn]
  11. Bola de ouro part. De Leve e Tigrão [prod. Dj Bandeira]
  12. Jogador do fim do mundo [prod. Rodrigo Zin]
  13. Elevando o QI part. Wagner Teix [prod. Bface]
  14. Máquina do tempo [prod. Bface]
  15. Vem das vielas part. Jimmy Luv [prod. Kuririn]
  16. Obra prima part. Aori, Damien Seth e Shackal [prod. Dj Bandeira]
  17. Peppa Pig part. Oddish [prod. Dj Bandeira]
  18. Na vibe do jazz part. Rapzodo [prod. Kuririn]
  19.  Blackroof [prod. Kuririn]
  20. Despedidas part. Messias ODB [prod. Dj Bandeira]
  21. Chuva de cinzas part. Victor Xamã [prod. Dj Bandeira]
  22. Soco inglês part. DaLua e Baco Exu do Blues [prod. M2K]
  23. Ensaio de vilania part. Isa Assumpção e Castanha [prod. Rodrigo Zin]
  24. A horda part. Shadowclan [prod. Kuririn]
  25. The cypher perfect part. Suave [prod. Léo Casa1]

[/su_spoiler]

Comentários
Carregando...