Lekin chega pesado e portando os kits em ‘Balotelli’

Lançada através da Máfia da Caneta, selo do rapper-produtor-diretor-filmmaker-homão-da-porra Beni, Balotelli” é uma faixa que fala da ascensão do jovem negro na sociedade pela faceta do acesso ao consumo. Lekin usa o jogador de futebol e seu estilo extravagante e controverso como metáfora durante todo o som, mas a referência não se limita a isso. “Balotelli” é, também, sinônimo de luta, habilidade, superação e representatividade, contribuindo para dar o tom da faixa.

Sobre o som, Lekin declarou que se inspirou na revolta cotidiana em sempre ver negros que venceram na vida serem estigmatizados e relacionados ao crime, principalmente pela polícia e em como o jogador, além de quebrar esse estereótipo, luta contra o racismo ativamente. “Balotelli” conta com a produção de JXNVS, do Néctar Gang e vai receber um clipe em breve. Lekin também confirmou um álbum a caminho, provavelmente para o início de 2017.

Trecho da música
Também tem quem não entende
O racismo inerente só quem sente na pele
Polícia não digere, hoje eu to Balotelli
Com mais de 2 conto no bolso
Se eu quiser vou gastar tudo hoje
Amanhã vou no banco de novo
Sacar mais 2 conto pra gastar de noite

Comentários
Carregando...